Alimentos para evitar refluxo gástrico

Alimentos para evitar refluxo gástrico

Existe uma válvula, ou esfíncter, na entrada do estômago, onde este órgão se encontra com o esôfago, o tubo por onde passam os alimentos que ingerimos.

Esse esfíncter é um anel muscular muito forte, que evita que o ácido clorídrico, produzido pelo estômago, suba pelo esôfago, causando ferimentos. Quando o esfíncter apresenta problemas e não funciona direito, apresenta-se o refluxo.

refluxo_principalO tratamento varia, mas, muitas vezes, inclui cirurgia, para a criação de um novo esfíncter, capaz de evitar que o ácido chegue ao esôfago, causando lesões na mucosa.

Raras vezes são necessários implantes. Na maioria dos casos, é feita uma dobra na pele do estômago, que funciona muito bem para evitar a passagem do ácido.

Mas nem todos os casos requerem cirurgia. Muitas vezes, mudanças na dieta podem evitar o refluxo e a queimação, assim como algumas mudanças no estilo de vida.

Melhores alimentos para evitar o refluxo:

Aveia
Alimentos ricos em fibras e pobres em gordura, como a aveia, são perfeitos para diminuir a produção de ácido pelo estômago, ao mesmo tempo que mantêm o corpo nutrido.

Não consuma com leites animais, mas sim vegetais, como o de soja, castanha ou arroz. Inclua frutas como cobertura e evite o açúcar.

Uma porção de aveia pela manhã é perfeita para começar bem o dia, sem queimação.

Carnes brancas e magras
O mesmo princípio se aplica aqui: carnes magras possuem menos gordura, o que desestimula a produção de ácido, melhorando a qualidade de vida de quem sofre com refluxo.

Folhas verdes
Espinafre, couve, agrião, rúcula e outras folhas verde-escuras são uma escolha acertada para quem sofre ou não de refluxo.alimentos bona para anemia

Mas não consuma-as puras, e sim com alguns acompanhamentos de fibras e proteínas, como arroz integral e frango grelhado, sem gordura.

Fibras
Assim como a aveia, as fibras integrais fazem maravilhas pelo corpo e não exigem muito ácido para serem digeridas.
Você pode encontrá-las nos grãos integrais, mas também em frutas e legumes, como o pepino, a melancia e o melão.

Você estará consumindo antioxidantes e desintoxicando o corpo, sem o risco de queimação.

Alimentos que pioram o refluxo

  • Chocolate: o cacau possui uma substância que faz com que o esfíncter relaxe ainda mais, liberando mais ácido para o esôfago.
  • Café: estimulante, aumenta a produção de ácido e clorídrico e não possui fibras nem proteínas, para que os sucos do estômago sejam absorvidos.
  • Bebidas alcoólicas: sobretudo as bebidas fermentadas, como a cerveja, podem aumentar a produção de gás e piorar o refluxo.
  • Farinhas refinadas, como pão branco, bolos e bolachas feitas com farinha de trigo branca.
  • Carnes gordurosas, que aumentam a produção de ácido.

A obesidade pode contribuir para o refluxo. Pessoas obesas que consomem porções grandes durante as refeições e depois deitam-se para descansar, podem apresentar a queimação típica do refluxo. A boa notícia é que o problema desaparece quando o peso volta a um nível normal.

Por isso, é importante comer porções menores, ainda que de forma mais freqüente ao longo do dia, para evitar a queimação.

O tratamento não-cirúrgico inclui também algumas mudanças no comportamento dos pacientes. Uma das mais importantes é não dormir pouco após o jantar, para evitar o refluxo durante o sono.

Também é aconselhado deitar-se de forma a manter a parte superior do corpo mais elevada. Dessa forma, a força da gravidade evita a subida do ácido.

travesseiro-anti-refluxo-bebeCrianças também podem apresentar o refluxo, inclusive bebês. A condição é dolorosa e pode demorar a ser diagnosticada, pois o bebê não consegue falar, explicando onde se encontra a dor.

Como bebem apenas leite e permanecem muito tempo deitados, os bebês podem apresentar refluxo, que tende a desaparecer com o passar dos anos, mas que precisa ser tratado o quanto antes.

O não tratamento do refluxo, em qualquer idade, pode levar a lesões repetidas na mucosa do esôfago, que pode acelerar a morte das células no local, levando ao surgimento de células cancerosas.

Além disso, o ácido gástrico que reflui pode chegar até a boca, causando mau hálito e problemas nos dentes, e também afetar os pulmões, comprometendo o sistema respiratório.

Categorias: Alimentação
Tags: Refluxo