Baixos níveis de vitamina D podem causar cansaço e falta de energia

Baixos níveis de vitamina D podem causar cansaço e falta de energia

A vitamina D é uma das mais importantes para o bom funcionamento do organismo. Para sintetizá-la, precisamos receber luz solar diretamente sobre a nossa pele, de forma regular.

A vida moderna, agitada e corrida, e o medo do envelhecimento precoce e do câncer de pele, levam muitas pessoas a se protegerem em excesso dos raios solares, desenvolvendo carência dessa vitamina tão essencial.

solA vitamina D é um hormônio esteroide, ao invés de ser uma simples vitamina. Portanto, não pode ser obtida apenas pela dieta, sendo sintetizada pelo nosso organismo ao recebermos a luz solar através da pele.

Como existe tanto medo a respeito da exposição ao sol, a carência da vitamina D se tornou quase onipresente. Estima-se que, só nos Estados Unidos, metade da população sofre com um déficit de vitamina D.

Mas é importante prestar atenção nela, pois pode causar vários problemas, por exemplo:

1. Dores nos ossos
Sem níveis adequados de vitamina D, o cálcio não é bem absorvido, causando dores em ossos e articulações, além de ser um fator de risco para a osteoporose, muito comum após os 50 anos, sobretudo em mulheres.

2. Fadiga muscular
Pesquisadores de Harvard descobriram que pessoas com pouca vitamina D apresentam fadiga e fraqueza muscular, especialmente quem tem mais de 60 anos. Em apenas seis meses tomando o suplemento vitamínico adequado, esse mal pode ser revertido.

3. Suar muito pela cabeça
Apesar de parecer estranho, esse é um sintoma típico da falta de vitamina D. Recém-nascidos e bebês, por exemplo, podem apresentar esse sintoma, o que leva ao diagnóstico rápido da carência vitamínica.

O famoso “banho de sol” que todos os bebês precisam tomar, inclusive, é receitado por todos os pediatras para evitar uma carência da vitamina D.

4. Depressão
Os níveis de serotonina caem quando não temos níveis adequados dessa vitamina no corpo.

5. Problemas crônicos de saúde
Infecções frequentes, gripes, resfriados e outros problemas de saúde podem ser causados pela falta de vitamina D. Isso porque ela regula importantes mecanismos ligados à imunidade e aos processos inflamatórios.

6. Doenças autoimunes
Uma das questões mais polêmicas relacionadas à vitamina D é que ela estaria ligada ao surgimento de doenças autoimunes, como a esclerose múltipla, a psoríase e o lúpus.

São doenças graves, que comprometem muito a qualidade de vida dos pacientes afetados e que pode levar á degeneração progressiva e irreversível, como no caso da esclerose múltipla.

Nessa doença, ainda sem cura, as células do corpo atacam a bainha de mielina que reveste os neurônios, causando a degeneração progressiva do sistema nervoso do paciente.

Alguns estudos comprovam que altas doses de Vitamina D receitadas pelo médico podem frear a evolução da doença, o que constitui uma grande esperança para pacientes e familiares afetados.

Como posso obter mais vitamina D?

alimentos_vitaminadTomar ao menos 20 minutos de sol todos os dias, sem o uso do protetor solar e usando roupa de banho, de preferência, é a melhor maneira de manter níveis adequados da vitamina.

Alguns alimentos, como salmão, sardinha, ovos, atum, óleo de fígado de bacalhau, leite e laticínios, também nos ajudam a sintetizar mais desse hormônio, mas, sozinhos, não bastam — é preciso realmente se expor ao sol.

É claro que isso não quer dizer que você deve tomar sol em excesso, por horas e horas, sem nenhuma proteção.

Apenas que você precisa receber os raios solares regularmente, por alguns minutos, e não desenvolver uma “heliofobia” (medo do sol), que é muito divulgada pela mídia.

Sem dúvida, “queimar” a pele ao se bronzear sem consciência é uma atitude perigosa para a saúde, mas o extremo oposto também pode ter consequências nocivas. Busque o equilíbrio e aproveite todos os benefícios que o sol tem a oferecer.

Categorias: Saúde