Dicas para proteger a pele no verão

Dicas para proteger a pele no verão

O verão está chegando e o sol promete vir com tudo depois das frentes frias que atingiram o Brasil este ano.
Para se proteger do excesso de raios solares, você precisa de estratégias práticas e eficazes, evitando assim o risco de queimaduras, envelhecimento precoce e até de uma doença grave: o câncer de pele.

Câncer de pele é o tipo de câncer mais comum no Brasil

O clima tropical do Brasil é maravilhoso, mas traz um perigo considerável e exige nossa proteção constante: o câncer de pele é o tipo mais comum da doença no país, com 190 mil novos casos sendo diagnosticados a cada ano.

O melanoma é o tipo mais agressivo de câncer de pele. Quanto antes for identificado e tratado, mais altas as chances de cura. Você pode examinar sua pele e observar manchas e sinais. São preocupantes as que possuem:

— formato assimétrico
— bordas irregulares
— cores alteradas (incluindo com tons azulados, avermelhados, acinzentados etc.)
— tamanho (sinais maiores que 0,6 cm podem ser câncer)
— feridas que não cicatrizam
— sinais que apresentam sangramento sem motivo aparente.

Se você possui manchas e sinais de pele, não deixe de procurar um dermatologista para que ele possa avaliar do que se trata.

Dicas para se proteger do sol e do calor do verão

O verão é uma época bastante esperada, pois, no hemisfério sul, coincide com as festas de final de ano e com as férias escolares e profissionais de muitas pessoas.

Você pode curtir seu verão com tranqüilidade seguindo estas dicas simples:

— Consuma grande quantidade de água e de líquidos – sucos, chá gelados, frutas suculentas, como a melancia, o melão e o caju. Manter o corpo hidratado é essencial para evitar a fadiga e outros problemas de saúde (lembre-se de que seu corpo é formado por 85% de água).
— Evite realmente expor-se ao sol entre as 10h e as 16h, período em que a radiação está muito mais intensa.
— Use um boné ou chapéu de praia para proteger a cabeça, cabelos e pele do rosto do sol.
— Invista em camisas, bonés e roupas com proteção UV.
— Consuma alimentos ricos em betacaroteno, como os de coloração laranja: cenoura, abóbora, mamão e laranja.

Importância de proteger os olhos

Os olhos e a fina pele das pálpebras e da pele ao redor são muito vulneráveis à luminosidade e raios solares. Proteja-se com óculos escuros com proteção UVA e UVB e armações largas, que cubram toda a área. Complemente a proteção com chapéus e bonés feitos com tecido protetor.

As crianças também precisam de óculos escuros. As grandes marcas de óculos desenvolvem modelos específicos para os pequenos, que têm ainda mais necessidade de proteção.

Protetor solar: como escolher o mais indicado

Na dúvida, escolha protetores solares com Fator de Proteção Solar (FPS) de, no mínimo, 30. Pessoas de pele branca ou crianças devem usar FPS 60 ou superior. Aplique o filtro cerca de 30 minutos antes de sair ao sol e reaplique após tomar banho de mar ou de piscina.

Muitas pessoas esquecem de passar o filtro em regiões do corpo mais difíceis de alcançar, como atrás das orelhas, pescoço, parte central das costas e pés. Terminam apresentando queimaduras nessas regiões. Se for necessário, peça ajuda a alguém, mas proteja o corpo inteiro.

Mesmo usando filtro solar, mantenha-se à sombra e evite os horários de pico do sol – entre 11h e 15h.

A hidratação após a exposição ao sol também é muito importante. Você pode usar hidrantes naturais (como o iogurte natural, o abacate, o mel e a clara de ovo) para a delicada pele do rosto, ou sua marca preferida de hidratante comercial. O importante é evitar que a pele resseque e fique mais vulnerável a rugas e linhas de expressão.

Categorias: Saúde