Dor constante no pescoço: o que pode estar envolvido?

Dor constante no pescoço: o que pode estar envolvido?

A dor cervical, mais conhecida como dor no pescoço, é muito comum e pode ser pontual ou crônica.

Se você sofre com dores de cabeça, formigamento e dormência nos membros, além de uma constante e incômoda dor no pescoço, que desce pelos ombros e pela coluna, até a parte de trás do peito, pode ser um sinal de problemas na cervical. Vamos falar mais sobre o assunto neste artigo.

No que consiste a coluna cervical?

A cervical compreende a área de ligação entre a coluna e o crânio, formada por sete vértebras e pelos discos que existem entre elas para amortecer os impactos e manter a coluna no lugar.

Dessa região partem nervos que chegam aos braços e mãos, além de outras partes do corpo. Por isso, formigamento ou dormência no braço, mãos e até nas pernas pode ser sinal de que há alguma compressão de nervos na cervical.

O problema também pode causar tonturas, náuseas e até desmaios e perda temporária da visão.

“Pescoço de SMS”: perigo do uso constante de smartphones

Atualmente, os profissionais que trabalham com a coluna dor_na_cervical_colunae postura, como neurologistas, ortopedistas e fisioterapeutas, têm se preocupado com a situação de jovens, adolescentes e até crianças que usam muito o celular.

Eles afirmam que manter-se de cabeça baixa para acessar as inúmeras mensagens de texto, de WhatsApp, Instagram e outros aplicativos, força imensamente a coluna e faz com que ela apresente desvios, que se traduzirão em dores ao longo da vida.

A dor cervical, por exemplo, antigamente comum a partir dos 45 anos de idade, hoje afeta quase todos os jovens, seja por causa do celular ou do uso intenso do computador, durante quase todas as horas de trabalho.

Os especialistas sabem que não é possível fazer com que as pessoas abandonem seus celulares e que a tecnologia veio para ficar, não tem volta. Mas eles aconselham o uso dos celulares no mesmo nível dos olhos, evitando que a pessoa se curve, como na imagem abaixo:

smartphone_coluna

Como evitar a dor cervical

  1. Mantenha uma boa postura durante as horas em que trabalha no computador, estuda ou lê numa mesa. Os dois pés precisam estar apoiados no chão, a coluna deve estar reta e a cadeira deve ser confortável.
  2. Coloque um apoio para a tela do computador, mantendo-a na mesma altura dos seus olhos, evitando que o pescoço tenha que se dobrar.
  3. Não passe horas trabalhando num laptop, prefira um desktop.
  4. De hora em hora, interrompa o trabalho e caminhe um pouco, ou faça outra atividade. Se não puder sair da sua mesa, realize alguns alongamentos para o pescoço: gire-o dez vezes para a direita e então dez vezes para a esquerda.
  5. Na hora de dormir, prefira a posição de lado, com um travesseiro entre as pernas e outro sob a cabeça, nem muito grosso, nem muito fino.
  6. Faça alongamentos do pescoço antes de dormir e logo ao acordar, alongando os músculos.
  7. Evite ao máximo pegar peso. Se for realmente necessário, agache-se e levante a carga junto ao peito, sem dobrar a coluna.
  8. Se você gosta de fazer caminhadas, correr ou fazer exercícios de impacto, escolha o tênis adequado para cada atividade e para seu tipo de pisada.
  9. Muito cuidado também na hora de dirigir, mantendo sempre uma boa postura e sem forçar o pescoço e as costas.

Com estas dicas simples, você poderá evitar esta incômoda e limitante dor na coluna cervical. Se o problema já estiver instalado, procure imediatamente um ortopedista para que ele possa indicar o melhor curso de tratamento.

Como o ideal é tratar a raiz do problema, ele deve receitar não apenas medicamentos, mas também fisioterapia, para cuidar dos músculos e realinhar a postura. A cirurgia raras vezes é necessária.

Categorias: Saúde