Qual A Razão De A Intolerância À Lactose Ser Mais Comum Nos Adultos?

Qual A Razão De A Intolerância À Lactose Ser Mais Comum Nos Adultos?

As crianças conseguem digerir as coisas mais difíceis sendo muito fácil para maior parte delas digerir produtos lácteos. Contudo o número de intolerantes à lactose entre os adultos aumenta cada vez mais. Estudos parecem mostrar que os adultos perdem a capacidade de digerir a lactose porque diminuem o consumo de produtos lácteos.

A intolerância à lactoseintolerncia-lactose-bioquimica-ii-2-638
A ingestão de lácteos origina problemas quando as pessoas não produzem a enzima lactase no seu aparelho digestivo em quantidade suficiente. Em casos raros as pessoas nascem sem a enzima lactase pelo que são intolerantes aos produtos lácteos durante toda a sai vida. Esta enzima é necessária para degradar a lactose, o açúcar do leite.
A intolerância à lactose pode ser adquirida após a infância ou como resultado de uma doença como a gastroenterite.

Os sintomas desta condição são bastante desagradáveis sendo que as pessoas sofrem de distúrbios gastrointestinais como náuseas, dores de estômago, gases, diarreia e inchaço. Algumas pessoas podem consumir mais lacticínios do que outras, dependendo da severidade da intolerância, sendo que cerca de 300 ml de leite não causam problemas na maioria das crianças adolescentes com uma intolerância à lactose ligeira.

lactase fxn

Mas esta condição realmente é mais comum entre os adultos, ou seja, à medida que envelhecemos existe maior probabilidade de sofrer desta problema. Esta diferença entre as crianças e os idosos deve-se ao facto de as crianças possuírem as enzimas necessárias para digerir o açúcar do leite. Mas com o avançar da idade as crianças produzem menos lactase do que quando tinham apenas dois anos de idade. Mais de 25 por cento das crianças com mais de cinco anos são intolerantes à lactose. Os estudos parecem demonstrar que há medida que as pessoas ficam mais velhas consomem cada vez menos produtos lácteos pelo que acabam por produzir menor quantidade de enzima lactase. Contudo existem pesquisadores que preferem olhar para a história para tentarem explicar esta condição.

O debate
Na realidade os seres humanos nem sempre usaram produtos à base de leite na sua alimentação. A tolerância à lactose pode ter aparecido nos seres humanos devido à sua evolução. O gene responsável pela codificação da lactase geralmente “desliga-se” quando o bebê vai deixando de ingerir leite. Os indivíduos que vivem em determinadas regiões, nomeadamente nos países desenvolvidos, devido à sua evolução e à evolução da sociedade, mantêm o mesmo gene “ligado”, uma vez que consumem uma grande quantidade de produtos lácteos como parte importante da dieta.

AlIntolerância-a-lactoseguns grupos étnicos são mais propensos a ser intolerantes à lactose possivelmente porque os seus antepassados tinham dietas sem lácteos. Segundo algumas estimativas 90 por cento dos americanos asiáticos e cerca de 75 por cento dos nativos américos e afro-americanos são intolerantes a derivados do leite.

Hoje em dia alguns cientistas defendem que deixar de consumir produtos à base de leite não é a única solução minimizar os problemas de intolerância a produtos lácteos. Eles defendem que consumir um pouco de leite pode ajudar a acabar com a intolerância. Basicamente dizem que o pequeno consumo de produtos lácteos com lactose pode ajudar o copo a adaptar-se à digestão desta substância.

Categorias: Alimentação, Saúde