Tomar café na gravidez faz mal?

Tomar café na gravidez faz mal?

Quando se está grávida, é normal que surjam mil e uma preocupações – será que estou me alimentando bem? Será que a poluição fará mal ao meu bebê? Será que o champanhe que tomei antes de saber que estava grávida fará mal à gestação? Será? Será? Será?!?!

Bom, é impossível responder a todas as dúvidas de uma gestante num simples artigo, mas neste texto, vamos abordar uma pergunta comum que surge durante a primeira gravidez:

Beber café faz mal para o bebê que está em formação?

Na verdade, só há uma resposta a esta pergunta: o café tomado moderadamente não parece ter efeitos adversos sobre o bebê, mas altas doses de cafeína podem provocar o parto prematuro e outros problemas durante a gestação.

Muitos estudos realizados com mulheres grávidas relacionadas ao consumo de café não chegaram a uma conclusão única, mas os especialistas afirmam que o ideal seria eliminar ou diminuir muito o consumo de cafeína – assim como de outros estimulantes – durante a gravidez.

Se não for possível largar o hábito do seu cafezinho diário (muitas pessoas gostam de tomar uma boa xícara pela manhã e outra à noite ou meio da tarde), a palavra de ordem é moderação.

A cafeína não é encontrada apenas no café

Ao contrário do que imaginamos, a cafeína é encontrada em outros alimentos além do café. São eles:

— Chá preto e derivados (como os chás mate saborizados)
— Chá verde
— Chocolate
— Refrigerantes à base de cola (como aquele famoso)
— Remédios para dor de cabeça com cafeína

A cafeína presente nesses alimentos, assim como no café, atravessa a placenta e entra na circulação sanguínea do bebê. Ou seja, você bebe o café e o seu bebezinho também sente os efeitos da bebida, ficando mais ativo. Isso também acontece com o álcool e várias outras substâncias, como medicamentos — só que com efeitos mais perigosos.

Efeitos adversos do café durante a gravidez

gravidez_sono— Beber cinco ou mais xícaras de café por dia pode aumentar muito o risco de abortos espontâneos.
— O café é diurético. As grávidas naturalmente já fazem mais xixi, e o café vai estimular a perda de urina, levando consigo minerais fundamentais para a saúde do feto, como cálcio.
— O café pode interferir na absorção do ferro pelo corpo, causando anemia, uma condição grave para mulheres grávidas.
— O café pode causar insônia e a hiperatividade nas futuras mamães, que precisam de relaxamento, muito descanso e controlar as oscilações de humor típicas da gestação. De preferência, evite o consumo excessivo de estimulantes, como a cafeína.

Como reduzir sua ingestão de café

Há opções de café descafeinado, que podem ser ideais para quem não vive sem um cafezinho, mas que se preocupa com os efeitos da bebida sobre a gravidez.

Se você é “viciada” em refrigerantes, pode preparar em casa bebidas saborizadas, usando, por exemplo, sucos de frutas e água com gás. São saborosas e dão a mesma sensação refrescante dos refrigerantes, sem os riscos.

Parar a ingestão de refrigerantes durante a gestação é uma excelente ideia, pois eles têm valor nutricional zero, muito açúcar e calorias inúteis, além de causarem saciedade sem nutrir o corpo.

cafeSe você bebe café para “acordar”, por causa de sua capacidade estimulante, pode experimentar exercícios físicos leves, que têm um efeito estimulante e seguro sobre o sistema circulatório.

Os exercícios recomendados pelo seu médico farão muito bem a você e ao seu bebê, evitando problemas cardiovasculares, liberando hormônios do bem-estar, queimando gordura desnecessária e dando a energia que você procura para enfrentar os desafios diários.

Converse com seu médico para saber outras opções de substitutos da cafeína e para saber o programa de exercícios mais adequado para seu organismo.

Categorias: Saúde